Imprensa

Poesia e Gratidão: Penha recebe a visita de historiador que fez homenagem poética à fábrica de Itapira

Da esquerda para direita: Carlos Edson (Presidente Penha), Arlindo Bellini (autor da poesia), Rubelene (Diretor Comercial), Carlos Ferreira (Departamento de Engenharia), Larissa Ferian (Departamento de Marketing) e Roberta Martins (Secretária Executiva da Diretoria)

No dia 11 de junho, a fábrica de Itapira-SP viveu uma manhã especial, marcada por um encontro repleto de emoção e história. Arlindo Bellini, um historiador de 84 anos e residente na cidade, foi convidado a conhecer de perto as instalações da Penha após escrever uma comovente poesia sobre a empresa, publicada no jornal Tribuna.

Ao saber do novo ciclo de expansão da Penha, Bellini sentiu-se inspirado a expressar seus sentimentos e memórias através da poesia. Sua obra, que capturou a essência da empresa, foi muito apreciada e resultou no convite para a visita.

Durante a ocasião, Bellini recebeu os cumprimentos do Diretor Comercial Rubelene Galvão Albano, do Presidente Carlos Edson Shiguematsu e Roberta Martins. Em seguida, foi acompanhado por Larissa Ferian (Departamento de Marketing) e Carlos Ferreira (Departamento de Engenharia) para uma imersão na empresa. Ele teve a oportunidade de observar de perto as modernas instalações da fábrica, testemunhando a evolução tecnológica que a Penha alcançou ao longo dos anos.

Arlindo Bellini, em seu depoimento durante a visita, emocionou a todos ao compartilhar suas lembranças e a alegria de conhecer pessoalmente a fábrica Penha. “Conheço a Penha desde criança. Lembro-me de quando a empresa ainda era administrada pelos irmãos Gramani. Quando os japoneses compraram, o Sr. Yoshio estabeleceu residência aqui e adquiriu vários móveis na loja do Baiochi, onde eu trabalho. Foi ali que conheci os então proprietários da Penha. Sempre admirei esta empresa e, ao saber do seu novo ciclo de expansão, decidi escrever uma poesia. Fico feliz que a Diretoria tenha gostado e estou muito contente por ter conhecido a empresa pessoalmente pela primeira vez.” – declarou Bellini.

O Grupo Penha agradece ao Sr. Arlindo Bellini pelos seus ensinamentos e deseja que ele continue a espalhar sua sensibilidade e talento por muitos anos. Que este encontro seja apenas o início de muitas outras histórias e poesias que celebram a vida e a memória.

Poesia feita pelo Sr. Arlindo Bellini em homenagem à Penha